Contornos que rasgam o céu

Perdidos montanha dentro, caminhamos em relação ao desconhecido. À esquerda, montanhas. À direita, o mar, sempre o mar. E lá ao fundo (às vezes à frente), montanhas com contornos que rasgam o céu e tornam esta paisagem tão única. Montanhas que fazem da costa da Croácia um dos percursos mais entusiasmantes de percorrer – um […]

Nunca mais escrevi

Ou, pelo menos, não o que aqui costumava escrever. Deixei-me da caneta, do próprio teclado, dos cadernos improvisados. Não que assim o tenha decidido, mas porque nos últimos tempos o tempo – essa coisa terrível que nunca para – foi tudo menos… Tempo. O relógio tem avançado sem piedade, com os ponteiros numa corrida eterna […]

Chinatown Underground

Caos. Caos absoluto. Qualquer que fosse a direção do próximo passo, seria sempre rumo ao caos. Mas lá dei um, depois outro, até conseguir chegar à porta do restaurante com serviço buffet que na altura pareceu mais apelativo (ou, nas palavras de um viajante on a budget, mais barato).O que estava do outro lado, bem, […]

Cemitério de cabines

Dizer que as cabines telefónicas vermelhas de Londres são um ícone da cidade é dizer pouco. Estão em cada rua de cada bairro, muitas vezes lado a lado e com vista privilegiada para os principais pontos de interesse da cidade. Estão lá todos sabem com que propósito mas… Ninguém as utiliza. Claro que são constantemente […]

Um dia destes saio

Abro a porta da carruagem e saio. Caminho em direção ao mar e dou um mergulho no frio das manhãs. Um dia destes saio do comboio antes da última estação e mudo de direção. Um dia destes não entro no comboio e vou fotografar aquele nascer do Sol que tantas vezes me diz “bom dia”. Um […]

Boas vindas

Todos os dias às 7h, lá está ela. Vermelha, sólida mas fininha, sempre sempre por baixo do tabuleiro, como se de um apoio se tratasse. Em cima, mais tímidas e com uma forma que faz lembrar (e cheirar a…) algodão doce, as restantes sobreviventes de uma manhã quase perfeita. Todos param, todos olham, todos fotografam. […]

A folha

Há dias entrou uma folha no quarto e nunca mais a deixo sair. Já perdi a conta às vezes em que a afastei da varanda para assim evitar que não resista à tentação de ser levada pelo vento. Está morta, bem sei, mas ainda assim questiono-me em relação a esta decisão. Depois olho para ela, […]

Jardineiro

Trabalhava de forma discreta quando todos à sua volta continuavam com as suas tarefas com total ignorâcia em relação ao que fazia. Pegava primeiro numa folha, depois noutra, até que todas estavam arranjadas. Quando chegava a hora de as regar, espalhava o cheiro a terra pelo Open Space como se de um perfume se tratasse. […]